Supervisão clínica individual ou em grupo para psicólogos.

Supervisão clínica individual ou em grupo para psicólogos.

Proposta:

  • auxiliar no desenvolvimento do papel de psicoterapeuta abordando as dificuldades do dia -a dia na prática clínica.
  • utilização do role-playing para facilitar que o supervisionando descubra seus próprios recursos para aprimorar seu papel de psicoterapeuta e descubra seu potencial criativo neste papel.

Abordagem: psicodrama.

Supervisora: Maria de Fátima Novaes Marinho.    Conheça seu currículo: http://www.psicoterapiaepsicologia.com.br/curriculo

Local: Rua Itapeva 500 , Cj. 8d.  Próximo ao metrô Trianon-Masp e a ao shopping Cidade São Paulo.

 Informações pelo telefone: 997241239  ( com whatsapp)

Livros interessantes sobre a vivência de ser psicoterapeuta

Nesta lista pretendo colocar livros que  tragam depoimentos da experiência clínica  em diferentes abordagens psicoterápicas e que possam auxiliar na reflexão e o desenvolvimento do papel de psicoterapeuta.

A vida em análise. Histórias de amor, mentiras, sofrimento e transformação. Stephen Grosz. Rio de Janeiro, Zahar, 2013.

Como falhar na relação?  Os 50 erros que os terapeutas mais cometem.  Bernard Schwartz ,  John V.  Flowers . São Paulo, Casa do Psicólogo, 2008.

Vida e clínica de uma psicoterapeuta. Rosa Cukier.  São Paulo, Ed. Ágora. 2018.

As cenas temidas do psicoterapeuta iniciante.  São Paulo, Ed. Ágora, 2011.

Veja também:  http://www.psicoterapiaepsicologia.com.br/cursos-para-estudantes-de-psicologia-2/desenvolvendo-o-papel-de-psicoterapeuta/

atualizado em 08/2018

2 Respostas para Supervisão clínica individual ou em grupo para psicólogos.

  • ANGELA FABBRI diz:

    Busquei a supervisão da psicóloga Maria de Fátima Marinho porque entendi que seria muito importante contar com sua habilidade didática e clínica. Por ser a supervisão uma tarefa complexa, normalmente com alinhamento de abordagens, o supervisor passa a ser nosso mentor e com ele passamos a ter uma identificação de trabalho.
    Em primeiro lugar, eu esperava que através da supervisão eu pudesse aprender a “como ser uma melhor psicóloga”, e recebi todo o suporte necessário com o alinhavo entre a teoria e a prática no mesmo conjunto técnico. Para tanto, pude contar com o equilíbrio da Maria de Fátima, constituído através da experiência de alguém que já trilhou horas e mais horas de atuação prática e também supervisionada.
    Percebi que outro papel do supervisor é lidar com a “angústia da angústia”, investigando pontos ainda não visíveis ou não trabalhados no caso, para que dessa forma eu pudesse compreender as angústias dos meus pacientes sob outra ótica, e também as minhas próprias angústias, reações e dúvidas subjetivas.
    Tem sido uma aliança de trabalho muito importante na minha trajetória, e só tenho a agradecer pelo profissionalismo e humanidade admiráveis dessa querida mentora.